AMASE inaugura reforma com instalações mais confortáveis

15 Jun

A AMASE está de casa nova. A sede foi reformada e ganhou novos espaços, uma galeria em homenagem aos ex-presidentes, sala de reunião, recepção, enfim um local confortável para abrigar diretoria, associados e funcionários. A inauguração foi na noite de terça-feira, 14, com grande recepção e com as presenças de presidentes de Tribunais de Justiça, associados e convidados.

A placa foi descerrada nas presenças do presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe, Desembargador Edson Ulisses e o presidente do Conselho Encontro Nacional do Conselho de Presidentes de Tribunais de Justiça, Desembargador José Laurindo de Souza Netto, Presidente do Tribunal de Justiça do Paraná, que está participando do II Encontro do Consepre, sediado em Sergipe. O padre Marcelo Conceição fez a bênção da nova sede.

O presidente da AMASE, Roberto Alcântara explica que esta é mais uma ação que marca o Cinquentenário de criação da associação, que já teve a criação de um bosque no Parque da Sementeira onde foram plantadas 50 mudas de árvores simbolizando cada ano da associação.

“Em 31 de julho de 1972, há quase 50 anos, 33 magistrados sergipanos fundaram a Associação dos Magistrados de Sergipe – AMASE, com o proposito de defender de forma eficiente as garantias constitucionais e prerrogativas específicas dos Magistrados, sua independência e os interesses da Magistratura do Estado de Sergipe. Capitaneados por seu primeiro Presidente, Des. Antônio Vieira Barreto, a AMASE tem uma longa história de vitórias e serviços prestados à sociedade sergipana”, lembrou Alcântara em seu discurso.

Ele fez questão de se referir a galeria de ex-presidentes. “Cada Presidente, retratado nessa galeria à frente, cada Associado que participa com suas ideias, críticas e trabalho são peças dessa engrenagem de 50 anos. Este foi o espírito que norteou o projeto de reforma da sede da AMASE, que já contava com mais de 20 anos de sua última roupagem de estrutura física e mobiliário. Buscamos resgatar o sentimento de pertencimento da AMASE à cada um dos, hoje, 222 magistrados/associados. Buscamos exaltar a sergipanidade com obras de artistas locais, retratando nossa cultura.”, ressaltou o presidente da AMASE.

“A realização desta obra em tão curto espaço de tempo é fruto da economia das contribuições associativas realizada nos dois anos de pandemia (quando eventos presenciais deixaram de ser realizados) e contou com o engajamento e o compromisso de muitas pessoas. Sim! Porque algo assim não se faz sozinho. É resultado de esforço e engajamento coletivos, em que cada um e cada uma se mostrou importante e indispensável para chegarmos ao dia de hoje”, ressaltou (Abaixo leia o discurso na íntegra)

DISCURSO DO PRESIDENTE DA AMASE

Em 31 de julho de 1972, há quase 50 anos, 33 magistrados sergipanos fundaram a Associação dos Magistrados de Sergipe – AMASE, com o proposito de defender de forma eficiente as garantias constitucionais e prerrogativas específicas dos Magistrados, sua independência e os interesses da Magistratura do Estado de Sergipe.

Capitaneados por seu primeiro Presidente, Des. Antônio Vieira Barreto, a AMASE tem uma longa história de vitórias e serviços prestados à sociedade sergipana.

Cada Presidente, retratado nessa galeria à frente, cada Associado que participa com suas ideias, críticas e trabalho são peças dessa engrenagem de 50 anos.

Este foi o espírito que norteou o projeto de reforma da sede da AMASE, que já contava com mais de 20 anos de sua última roupagem de estrutura física e mobiliário.

Buscamos resgatar o sentimento de pertencimento da AMASE à cada um dos, hoje, 222 magistrados/associados.

Buscamos exaltar a sergipanidade com obras de artistas locais, retratando nossa cultura.

A realização desta obra em tão curto espaço de tempo é fruto da economia das contribuições associativas realizada nos dois anos de pandemia (quando eventos presenciais deixaram de ser realizados) e contou com o engajamento e o compromisso de muitas pessoas.

Sim! Porque algo assim não se faz sozinho. É resultado de esforço e engajamento coletivos, em que cada um e cada uma se mostrou importante e indispensável para chegarmos ao dia de hoje.

Meus parabéns e meu muito obrigado a todos que acreditaram nesse projeto.

Inicialmente, à toda a Diretoria da AMASE que entendeu a importância e a necessidade da remodelação da sede no ano do Cinquentenário da Associação. Meu muito obrigado aos Vice-Presidentes Iracy Mangueira, Sérgio Lucas, Bethzamara Rocha e Bruna Caetano.

Agradeço ao Excelentíssimo Senhor Presidente do Tribunal de Justiça do Estado de Sergipe, Des. Edson Ulisses, pelas aprovações necessárias, visto que nossa sede ocupa espaço cedido do TJSE, mediante o pagamento de aluguel mensal, nos termos do que determinou o Conselho Nacional de Justiça – CNJ.

À equipe técnica do TJSE, por seus vários setores e diretorias, por quais tramitaram o projeto de reforma da AMASE, pois imprimiram as costumeiras celeridade e diligência na apreciação das benfeitorias necessárias, úteis e voluptuárias realizadas. Mas se eu puder escolher um só nome, o de Kátia Vasconcelos, Supervisora de Manutenção.

Agradeço a Nat Ribeiro, arquiteta do projeto, e as empresas ICOM, por seu Diretor Dilson Luiz, Araújo e Silva Móveis Planejados e NC Decor, que souberam materializar as diretrizes definidas para a reforma e que traduzissem a tradição e a modernidade, o conforto e a funcionalidade. Meus agradecimentos por terem compreendido a importância de realizarmos essa obra em tão pouco tempo.

Finalmente, porque foram as pessoas determinantes para a concretização desse sonho, meus eternos agradecimentos a toda a equipe de funcionários da AMASE: Ana Paula, Luana, Sabrina, Jane e João. Vocês se engajaram no firme propósito de elevar mais e mais o nome da AMASE, em especial no seu Cinquentenário, cheio de eventos como o plantio das 50 mudas no Parque da Sementeira, os Jogos Nacionais da Magistratura em agosto/2022, o 2º Congresso de Práticas Colaborativas no próximo semestre, entre outros.

Aos Associados que entenderam que os transtornos provisórios da obra se refletem nas permanentes melhorias.

A AMASE que se projeta para os próximos anos é fruto desta contínua união e participação de todos os seus Associados (da ativa ou aposentados, titulares ou substitutos, do primeiro grau ou do segundo grau).

É um legado que se materializa com a entrega desta nova, bonita e confortável sede.

Que aqui seja palco e cenário de ações e ideias que promovam a defesa incansável dos direitos, das prerrogativas e independência da magistratura sergipana.

Que aqui seja o espaço da pluralidade de pensamentos que busquem a construção e consolidação de um Estado Democrático de Direito, que passa por um Poder Judiciário forte e consciente de seus deveres institucionais e sociais.

Que aqui se projetem permanentemente a união entre os magistrados do Estado de Sergipe, no sentido de cooperação e solidariedade convenientes à força e ao prestígio moral da própria Justiça, intensificando o espírito de classe entre os Associados.

Que aqui seja, o que idealizaram seus 33 fundadores: A CASA DA MAGISTRATURA!

Que Deus nos abençoe.

Obrigado.

 

 

 

 


07 Jun

Gilson Félix é o novo Desembargador do Poder Judiciário de Sergipe

Gilson Félix é o novo Desembargador do Poder Judiciário de Sergipe
03 Jun

Desembargadora Iolanda Guimarães assume diretoria da Ejuse

Desembargadora Iolanda Guimarães assume diretoria da Ejuse
03 Jun

IX Jogos Nacionais da Magistratura: comissão aprova locais onde ocorrerá a competição

IX Jogos Nacionais da Magistratura: comissão aprova locais onde ocorrerá a competição