AMASE

ASSOCIAÇÃO DOS MAGISTRADOS DE SERGIPE

Acesso Rápido
TJSE

Portal
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

TJSE Intranet

Intranet
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

TJSE Webmail

Webmail
TRIBUNAL DE JUSTIÇA

PODER JUDICIÁRIO

Portal
DIÁRIO DA JUSTIÇA

TRE-SE Intranet

Intranet
Tribunal Regional Eleitoral

Representantes de associações estaduais realizam primeiro encontro do ano
ARACAJU/SE - 06 de Janeiro de 2018

 

apamagis2.jpg
 O presidente da AMB, Jayme de Oliveira e os presidentes de associações estaduais, reuniram-se, na sexta-feira (5), na sede da Associação Paulista de Magistrados (Apamagis), em São Paulo, para discutirem o cronograma de ações do evento pela “Valorização da Magistratura e contra a reforma da Previdência” que ocorrerá em Brasília, no dia 1º de fevereiro.

Na mesa de abertura, estavam respectivamente o presidente da AMB, o presidente da Apamagis, Fernando Figueiredo Bartoletti, o coordenador da Justiça Estadual da AMB, Frederico Mendes Júnior, e o diretor de interiorização da Associação Nacional, Francisco Borges Ferreira Neto.

“Conseguimos reunir quase todos os presidentes das associações em pleno recesso. É importante trabalharmos unidos”, disse o presidente Jayme de Oliveira ao dar início à reunião. Na oportunidade, o magistrado fez uma breve explanação a respeito dos assuntos de interesse da magistratura, entre eles, os desdobramentos da reforma da Previdência, a importância da manutenção do diálogo com os deputados e senadores do Congresso Nacional, bem como com os ministros do Supremo Tribunal Federal.

Em seguida, informou que o evento de valorização da magistratura será realizado em parceria com a Frentas (Frente Associativa da Magistratura e do Ministério Público), no dia 1º de fevereiro, às 14h, no auditório Nereu Ramos, na Câmara dos Deputados em Brasília.

O coordenador da AMB e presidente da Associação dos Magistrados do Paraná (AMAPAR), Frederico M. Junior, falou sobre o objetivo do evento. “Esse ato conta com dois propósitos: manifestarmo-nos contra a reforma da Previdência e contra os ataques direcionados ao Poder Judiciário, que está sendo retaliado por fazer o seu trabalho na apuração de crimes. O Judiciário tem sofrido muitas retaliações, que vão desde a tentativa de se aprovar uma nova lei de abuso de autoridade e uma lei de violação de prerrogativas de advogados, que na realidade são uma tentativa de limitar ainda mais a atividade investigatória do Estado, especificamente da magistratura, do Ministério Público e da Polícia Judiciária”, ressaltou.

Outro tema tratado foi a realização do XIII Congresso Brasileiro de Magistrado, que acontecerá entre os dias 24 e 26 de maio deste ano, em Maceió/AL. O XIII Congresso Brasileiro de Magistrados é o mais tradicional evento da magistratura brasileira. De âmbito nacional, ocorre a cada três anos e se reveste de fundamental importância, com os mais significativos nomes do Direito, do Poder Judiciário e da sociedade civil.

Participaram da reunião o presidente da Associação dos Magistrados do Distrito Federal (Amagisdf), Fábio Francisco Esteves; da Associação dos Magistrados do Amapá (Amaap), Elayne da Silva Ramos Cantuária; da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris), Gilberto Schäfer; da Associação dos Magistrados da Paraíba (Ampb), Maria Aparecida Sarmento Gadelha (presidente) e Leila Cristiane Freitas e Souza (vice-presidente); da Associação dos Magistrados Mineiros (Amagis), Maurício Torres Soares; da Associação Alagoana de Magistrados (Almagis), Ney Costa Alcântara de Oliveira; da Associação Cearense de Magistrados (Acm), Ricardo Alexandre da Silva Costa; da Associação dos Magistrados do Pará (Amepa), Silvio Cesar de Santos Maria; da Associação dos Magistrados do Estado de Goiás (Asmego), Wilton Müller Salomão; representando a Associação Mato-Grossense dos Magistrados (Amam), a desembargadora Clarice Claudino da Silva; da Associação dos Magistrados de Pernambuco (Amepe), Gleydson Gleber Bento Alves de Lima Pinheiro (presidente) e Eudes dos Prazeres França (vice-presidente); da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac), Luís Vitório Camolez; da Associação dos Magistrados de Sergipe (Amase), Antonio Henrique Almeida Santos; da Associação dos Magistrados de Tocantins (Asneto) e vice-presidente da AMB, Julianne Freire Marques; da Associação dos Magistrados de Mato Grosso do Sul (Amamsul), Fernando Chemin Cury; da Associação dos Magistrados do Maranhão (Amma), Angelo Antonio Alencar dos Santos; o vice-presidente da Associação dos Magistrados de Rondônia (Ameron), Dalmo Antonio de Castro Bezerra; da Associação dos Magistrados Piauienses (Amapi), Thiago Brandão de Almeida; da Associação dos Magistrados de Roraima (Amarr), Renato Albuquerque; da Associação dos Magistrados Catarinenses (Amc), Osvaldo João Ranzi (presidente em exercício) e Jussara Schittler dos Santos Wandscheer (vice-presidente); a diretora cultural da Associação dos Magistrados do Amazonas (Amazon), Lúcia Maria Correa Viana; o diretor executivo da Associação dos Magistrados do Paraná (Amapar) e Tesoreiro da AMB, Nicola Frascati Junior; e o vice-presidente da Associação dos Juízes do Rio Grande do Sul (Ajuris), Orlando Faccini Neto.

Outros presidentes e representantes acompanharam a discussão a distância, destacando que todos estão irmanados nos mesmos propósitos de defender uma reforma da Previdência justa e adequada ao serviço público e combates os ataques constantes que o Judiciário tem sofrido constantemente.

 

Fonte: Assessoria da Ampamagis e da AMB